> Noções Básicas
  > A "cura" da fibromialgia
  > Fibromialgia em pacientes
  > Fibromialgia Juvenil
Home Médicos | Eventos | Pontos de Vista | Serviços | Artigos | Sites Recomendados | Revistas | Cadastre-se
  Área Médicos

  Fibromialgia
::Diagnóstico
::Epidemiologia
::Fibromialgia Juvenil
::Introdução
::Manifestações Associadas
::Patogenia
::Quadro Clínico
::Referências Bibliográficas
  Exames
::Outros
::Polissonografia
  Tratamento
::Medicamentoso
::Não Medicamentoso
  Publicações Recentes
::Associações
::Diagnóstico
::Diagnóstico Diferencial
::Distúrbios Afetivos
::Distúrbios do Sono
::Doenças Ocupacionais
::Dor Crônica
::Enfoque Social
::Entidades Clínicas
::Epidemiologia
::Fadiga Crônica
::Fibromialgia Juvenil
::Instrumentos de Avaliação
::Manifestações Clínicas
::Manisfestações em Geral
::Manisfetações Dolorosas
::Medicamentoso
::Múltiplas
::Patogenia
::Revisões
::Tratamento
::Tratamento Não Medicamentoso
  Estudos APSEN
::Estudo Multicêntrico
::Tratamento
  Aviso Legal
::Disclaimer


Duloxetina na fibromialgia

O uso de antidepressivos sempre foi comum em pacientes com fibromialgia, seja para o sono, seja para sintomas de depressão ou como adjuvantes analgésicos.

Mais recentemente, com um melhor entendimento da fisiopatologia da dor crônica e a atuação da noradrenalina e da serotonina como moduladores da dor crônica, o uso de inibidores de recaptação “duais” – de serotonina e noradrenalina, tem sido ressaltado como útil nestes pacientes.

Na edição de setembro do Arthritis and Rheumatism, foi publicado um estudo com uma destas drogas, a duloxetina.

No total, 207 pacientes foram randomizados para receberem placebo ou 60 mg de duloxetina, duas vezes ao dia. O end-points primários eram a melhora do escore total do FIQ (Fibromyalgia Impact Questionnaire) e da sub-escala de dor do mesmo questionário. Vários end-points secundários foram estudados. A maioria dos pacientes era do sexo feminino (89%) e 38% apresentavam depressão maior.
Os resultados demonstraram uma melhora no FIQ nos pacientes usando duloxetina, em comparação com o placebo, mas não houve significância estatística na sub-escala de dor. Também houve melhoras significativas no questionário breve sobre severidade e interferência da dor (BPI), no número de tender points, no limiar doloroso, na avaliação global do médico e do paciente, e em várias medidas de qualidade de vida.
Curiosamente, não houve nenhum resultado positivo nos pacientes do sexo masculino com fibromialgia. A presença ou não de depressão não afetou os resultados.

Em resumo, o uso da duloxetina parece ser positivo de uma maneira global nos pacientes com fibromialgia, independentemente da presença de depressão. Deve-se sempre ter em mente que drogas isoladas raramente terão um efeito sobre todos os aspectos desta complexa doença; outros aspectos relevantes como a qualidade do sono, a analgesia adequada e principalmente o grau de atividade física devem sempre ser avaliados em cada visita.

Eduardo S. Paiva
Reumatologista
Chefe do Ambulatório de Fibromialgia do HC-UFPR, Curitiba

Imprimir




Investigação da Fibromialgia
Novos Medicamentos
Cefaléia na Fibromialgia
Reumatismo de partes moles-Fibromialgia
Novo estudo relaciona percepção dolorosa com mutações nos genes com o metabolismo da dopamina
Agregação Familiar da Fibromialgia
Fatores que influenciam a sensação de dor
Fibromialgia versus dor miofascial
Isostretching como tratamento na fibromialgia
Por que os pacientes com fibromialgia se tornam fadigados e sem disposição?
Estudos apontam a evidência de sensibilização do sist. nervoso central em pacientes com fibromialgia
Associação de dor generalizada com maior mortalidade por câncer?
O “rótulo” de fibromialgia altera a utilização de serviços de saúde, a qualidade de vida dos pacientes?
Dor difusa em crianças
Highlights do último congresso do American College of Rheumatology
Subgrupos de pacientes com fibromialgia
Agrupamento de pacientes com fibromialgia baseado em limiar de dor e fatores psicológicos
Cigarro x fibromialgia
Tratamento da Fibromialgia com Ciclobenzaprina – Uma meta-análise
Supercrescimento bacteriano relacionado aos níveis de dor em fibromialgia
Estudo familiar da fibromialgia
Exercícios versus Terapia cognitivo-comportamental no manejo da fibromialgia.
Lesão mecânica e stress psicológico no ambiente de trabalho predizem o desenvolvimento de dor generalizada
EULAR - Berlim
Novas terapias medicamentosas para Fibromialgia
Duloxetina na fibromialgia
HIGHLIGHTS DO CONGRESSO DO COLÉGIO AMERICANO DE REUMATOLOGIA – ACR SAN ANTONIO 2004
Workshop sobre fibromialgia – Washington , EUA
Monitorando a atividade física em pacientes com fibromialgia
Ciclo menstrual e fibromialgia
Fibromialgia – déficit no sistema de inibição endógena da dor?
Tratamento da fibromialgia com pregabalina
Depressão e fibromialgia
Piridostigmina na Fibromialgia
Dopamina e dor crônica
WHIPLASH como uma doença sistêmica
ANALGESIA E QUALIDADE DE VIDA
Fibromialgia no ACR – Congresso do Colégio Americano de Reumatologia, San Diego, Novembro de 2005
Efeito do milnaciprano em pacientes com fibromialgia
O impacto do diagnóstico da fibromialgia no uso de recursos de saúde
Catastrofização da dor
Pensamentos agradáveis no tratamento da fibromialgia
INFLUÊNCIA GENÉTICA NA DOR GENERALIZADA
Analgesia por placebo – mecanismos de ação
ELETROCONVULSOTERAPIA MELHORA A DOR ASSOCIADA COM FIBROMIALGIA
Highlights do Congresso Brasileiro de Reumatologia
Os Cônjuges de Pacientes com Dor Crônica
Highlights do Congresso do ACR (Colégio Americano de Reumatologia)
Estimulação transcraniana e Fibromialgia
Meditação no tratamento da depressão na fibromialgia
Fibromialgia: Dor Difusa X Dor Local
Highlights do EULAR 2007
Piridostigmina na fibromialgia
Fibromialgia em pacientes mulheres portadoras de Espondilite Anquilosante
Liberação anormal de dopamina em pacientes com fibromialgia
Distúrbios da percepção sensório-motora do corpo em pacientes com FM
Disponibilidade diminuída dos receptores opióides µ no Sistema Nervoso Central em Pacientes com Fibromialgia
Colégio Americano de Reumatologia (ACR)
Análise do metabolismo cerebral de pacientes com fibromialgia após a infusão de cetamina
Elastografia por ressonância magnética na identificação dos pontos-gatilho da dor miofascial
Economizando recursos de saúde com o diagnóstico de fibromialgia
Manutenção de vigília em pacientes com Fibromialgia
Pseudofibromialgia e Doença Bipolar
Destaques do Congresso Europeu de Reumatologia
Citocinas na Fibromialgia
Congresso Brasileiro de Reumatologia - Highlights
Dor generalizada em Salvador
Highlights do ACR – American College of Rheumatology
Estar empregado e fibromialgia (FM)
Oxybato sódico no manejo da fibromialgia
Tratamento multifocal da Fibromialgia
CÂNCER E FIBROMIALGIA
TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DA FIBROMIALGIA
Vitamina D e Fibromialgia
Disfunção autonômica na fibromialgia
Adeus aos tender points?
Abuso sexual
Anti-depressivos causando dor articular?
Novos critérios diagnósticos na fibromialgia
Sono e prostaglandinas
Injeção de pontos dolorososos na fibromialgia (FM) e manutenção da dor
Grupos de pacientes
Linguagem da dor
Novos critérios para a Fibromialgia
MRI por espectroscopia
Mortalidade na FM
Tai Chi na Fibromialgia
Emoções e fibromialgia
Novidades do Congresso Americano de Reumatologia – Ciclobenzaprina
Colégio Americano de Reumatologia- Parte 2
Controvérsias no diagnóstico de Fibromialgia
Terapia de reposição hormonal e FM
Tender points X Trigger Points
Usando questionários para diferenciar fibromialgia, artrite reumatoide e Lupus
Obesidade e Fibromialgia
Dor Crônica
Estimulação magnética transcraniana no tratamento da fibromialgia
Estimulação do nervo vago no tratamento da fibromialgia
Genética da fibromialgia
Efeito placebo em medicações para Fibromialgia
Novidades sobre fibromialgia do Congresso Americano de Reumatologia em Chicago
Conceito de dor central
O papel do GABA na Fibromialgia
Hormônio de Crescimento como Tratamento na Fibromialgia
Hipersensibilidade Intestinal
Cannabis na Fibromialgia
Manejo da dor nas doenças reumáticas
Alteração do sistema nervoso autônomo e dor
Busca no Site


  Área Pacientes

  Sites Recomendados
Fibromyalgia Network
Site informativo, com material educacional para leigos, web links, newsletters, calendário de eventos, atualiações sobre diagnóstico e tratamento, etc...


Leia mais...

  Apoio


Sociedade Brasileira de Reumatologia




Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor




Apsen Farmacêutica


Informações: 0800 165678 - infomed@apsen.com.br web by SiteCommerce.net